MultiRAID II – Cruising on the Limits

Marges de la musique (Margins of music)

Music, art, sociology, philosophy, ecology and performance in transit.

22-28 August 2017 near the beautiful seaside town Cesme, Turkey

Fields: Philosophy, Sociology, Music, Cultural Studies, Ecology, Technology

Topics: 

  • “Philosophical Noise: Punk, post-punk, Industrial Noise and their Philosophical Background”
  • “Nomadism and Music in Philosophy”
  • “Underground Music and Philosophy”
  • “Literature and Philosophy”
  • “Animals and Philosophy”
  • “Minor Music – Discussions on Sociology and Philosophy”
  • “The Night Culture”
  • “Ecology in the 21st Century and Posthumanism”
  • “Philosophy of Technology and Music”

What we’re talking about here is an excursion on the limits. In fact, navigating the bounds is the most creative form of thought, music, art and science. Social organization today defines a center for itself and pushes the ones who desire and strive to be out in the bounds, who forego, modify or forget the standard codes out to its peripheries. Such people are to be blessed by the system only when they produce “utility” or “capital”. Otherwise they are isolated, eradicated or deemed worthless.

However as the system casts out and marginalizes the ones in the limits, they assert that what they do is not useless or functionless, on the contrary therein (in deterritorialization, nomadism and all resistance against the established order) lies the true culture and social organization. As the Ideological State Apparatuses try to eradicate them, they realize themselves in these experiences produced on the limits. The realization here is not in a single form but in multiplicity. For instance, this multiplicity is possible to see in music not only through “noise” but also in punk, post-punk, Cage, Webern, Debussy and electronic, folk and sacred music.

The aim of this festival is to remind its attendees that the standards and norms are always possible to overcome and invite them to a cruise on the limits. It is still possible to form new lines of escape. Research and excursions to different surfaces instead of teaching, ordering and demanding… We can do this in all disciplines: art, philosophy, music, sociology, ecology, performance… As we reach the rhizomes of collective organizations we will no longer need roots.

Contact: Dr. Can Batukan

OCUPAÇÃO DELEUZE

1 a 10 de setembro de 2017

Teatro Aliança Francesa

Rua General Jardim, 182, São Paulo, Centro 011 30175699

Ocupação Deleuze é um projeto dedicado às influências filosóficas, políticas e artísticas exercidas pelo filósofo francês Gilles Deleuze (1925 a 1995), autor de obras que marcam a história do pensamento do século XX como Diferença e Repetição, Anti-Édipo, Mil Platôs e O que é a filosofia?. Coordenada por Wolfgang Pannek, a Ocupação Deleuze é uma realização da Taanteatro Companhia e da Aliança Francesa São Paulo em colaboração com a Editora 34. A programação multidisciplinar abrange contribuições da filosofia, das artes performáticas, da pintura, do cinema e da música.

A abertura do projeto é composta pela vernissage da exposição Cortaderas da pintora argentina Candelaria Silvestro e pela estreia doespetáculo 1001 Platôs da Taanteatro Companhia sob direção de Wolfgang Pannek e Maura Baiocchi.

Na exposição Cortaderas, formada por pintura e gravura, a pintora cordobesa aborda “a natureza feminina num momento em que ela abandonou as ideias da fragilidade, da feminilidade e da maternidade”. A encenação 1001 Platôs é uma obra teatro-coreográfica dedicada aos grandes temas de “Mil Platôs Capitalismo e Esquizofrenia 2” – escrito por Gilles Deleuze e Félix Guattari: a relação humana com a Terra, a organização do poder e do saber e a luta pela liberdade.

No segmento cinematográfico e musical, a ocupação apresenta Eco – uma Estética para a Ética, documentário longa idealizado por Rodrigo Reis e dirigido por Tânia Campos. O longa mostra o processo de pesquisa e composição de ECO, concerto que articula musicalmente conceitos filosóficos de Gilles Deleuze e Félix Guattari.

A abordagem filosófica de Deleuze conta com a presença de dois dos principais interpretes e tradutores do pensamento deleuziano no Brasil, os professores e filósofos Luiz B. L. Orlandi e Peter Pál Pelbart. Na palestra Uma criança como herói de um conceito, Orlandi investiga desdobramentos nietzscheanos na reflexão de Deleuze. Em Da guerra e da luta, e mais além, Pelbart analisa dimensões político-revolucionárias da construção teórica deleuziana.

A Editora 34 que inaugurou seu trabalho editorial em 1992 com o lançamento de O que é a filosofia?, de Gilles Deleuze e Félix Guattari marca presença dupla. Com Uma noite com a sra. e os srs. Deleuze traz um quiz show filosófico bem humorado com o escritor e artista plástico Alberto Martins e os filósofos Luiz B. L. Orlandi e Peter Pál Pelbart. Além disso, expõe ao longo da ocupação títulos de autoria de Deleuze e Guattari publicados pela editora.

A Ocupação Deleuze integra o projeto Taanteatro 25 Anos – [dez]contaminações contemplado pelo Programa Municipal de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo.

Programação

1 de setembro- Abertura
CORTADERAS – 19h
Exposição de pintura de Candelaria Silvestro Texto de apresentação: Regiani Ishii
1001 PLATÔS – 20h30
Estréia do espetáculo da Taanteatro Companhia Direção: Wolfgang Pannek e Maura Baiocchi

1, 2 e 3 de setembro – Sexta e sábado 20h30, domingo 19h 1001 PLATÔS um show de intensidades
Estréia do espetáculo da Taanteatro Companhia
Direção: Wolfgang Pannek e Maura Baiocchi

4 de setembro – 19h
ECO EM CONCERTO. Documentário (90 min) com direção de Tânia Campos sobre o concerto ECO do compositor Rodrigo Reis. Debate com o compositor.

5 de setembro – 20h
Pensamentos em Performance
UMA CRIANÇA COMO HERÓI DE UM CONCEITO? Palestra de Luiz. B. L. Orlandi

6 de setembro – 20h
UMA NOITE COM A SRA. E OS SRS. DELEUZE
com Alberto Martins, Luiz B.L. Orlandi e Peter Pál Pelbart.

7 de setembro – 20h
Pensamentos em Performance
DA GUERRA E DA LUTA, E MAIS ALÉM Palestra de Peter Pál Pelbart – 07/09/2017

8, 9 e 10 de setembro – Sexta e sábado 20h30, domingo 19h 1001 PLATÔS
Espetáculo da Taanteatro Companhia
Direção: Wolfgang Pannek e Maura Baiocchi

Obs: a Editora 34 participará do projeto com uma mesa de livros de Gilles Deleuze e Félix Guattari durante toda a duração da ocupação.

Ficha técnica:

OCUPAÇÃO DELEUZE

Ideia, organização e produção: Wolfgang Pannek
Realização: Taanteatro Companhia, Aliança Francesa São Paulo. Colaboração: Editora 34
Aliança Francesa: Lívia Carmona
Editora 34: Alberto Martins, Milton, Eliete Cotrim, Ana Paula Tósca. Filósofos e artistas convidados: Luiz B. L. Orlandi, Peter Pál Pelbart, Candelaria Silvestro, Rodrigo Reis, Tânia Campos.
Desenho gráfico: Hiro Okita
Assistente de produção: Monica Cristina Bernardes

1001 PLATÔS – um show de intensidades

Taanteatro Companhia
Ideia, dramaturgia e direção: Wolfgang Pannek
Direção coreográfica: Maura Baiocchi
Elenco: Maura Baiocchi, Wolfgang Pannek, Isa Gouvea, Mônica Cristina, Jorge Armando Ndloze, Gustavo Braunstein, Hiro Okita, Janina Arnaud e Oz Ferreira
Composição Musical: Gustavo Lemos
Projeto de edição de video: Eduardo Alves
Videos: Onofre Roque Fraticelli, Candelaria Silvestro
Iluminação: Hernandes de Oliveira
Cenário: Wolfgang Pannek
Figurino: Eurico Da Rocha

Contato: contato@taanteatro.com

Programa Municipal de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo – 20a Edição.

=) A GRIN WITHOUT A CAT (Annual National Deleuze Conference May 17-18 / 2017)

The Sixth Annual Lowlands Deleuze Scholarship Conference will take place on 17–18 May 2017 at the AKI Academy of Art and Design in Enschede, part of ArtEZ University of the Arts, the Netherlands. The Conference’s scientific committee includes Rosi Braidotti, Rick Dolphijn and Sjoerd van Tuinen. The conveners of the event are Marc Boumeester (AKI) and Andrej Radman (TU Delft).

The 2017 edition titled A Grin without a Cat will be devoted to the concept of pedagogies. It starts from the premise that what we learn is inextricably linked to how we learn it. Dichotomies such as content and form, figure and ground, or inside and outside, serve no purpose. It is the task of educators to integrate de-stratification and immanent approaches into pedagogical practices that should include the design of education itself. Papers concerning these and related issues will be presented at the conference.

CfP: 2nd Annual Deleuze Studies Conference in Asia, 2014 Osaka

Deadline: 1 February, 2014

  • The Second International Deleuze Studies in Asia Conference will be held at Toyonaka campus of Osaka University. The conference dates are Jun 6-8 2014.
  • The Second International Deleuze Camp in Asia (summer school) will also be hosted by Osaka University, May 31 to June 3, 2014.

Both programs will be conducted in English.

In Japan, Deleuze and Guattari’s work has been influential since the 1970s when their work first began to be translated. It experienced a big boom in 1980s and has grown in importance ever since. now, in this century, their work is discussed in a wide variety of fields, such as cultural studies, literary studies, politics, culture, art, architecture and environment.

The Deleuze Studies in Asia conference is organized with the aim of providing a platform for all researchers with an interest in Deleuze and Guattari’s work, especially in Asia (Japan, Korea, Taiwan, China and Southeast Asia) regardless of fields and intensions. Participation by researchers from Europe, America and Latin America is welcome, indeed it is hoped that this conference will generate many new “rhizomatic” connections across the many islands of thoughts we all derive from.

The main theme of the conference is “Island”. Island is a big issue not only in terms of Japan as an island country, but also for Deleuze studies, further, with reference to the subject of “individual”.

Click here for more information.